Dicas Saúde Curiosidades

21/12/2021 / 28 dias atrás

Vicio em Pornografia: Veja o conceito e como lidar!

Vicio em Pornografia: Veja o conceito e como lidar!

Vício em pornografia: o que é? Como lidar?

Longe de ser uma causa única, podemos dizer que o vício em pornografia tem como um dos principais agravantes, o isolamento social, acertando em cheio uma boa parcela da população.

Aqui, é importante destacar que a visualização periódica deste tipo de conteúdo ainda não configura um vício, esse que é caracterizado à partir de uma busca intensa e compulsiva deste conteúdo, prejudicando as relações sociais da pessoa.

No post de hoje, queremos te ajudar a entender quando a dependência da pornografia acontece e também as formas de tratamento e cuidados com a saúde mental. Acompanhe!

Principais conceitos do vício em pornografia

Assistir a algum vídeo de conteúdo pornográfico não constitui, necessariamente um vício. Afinal, não é de hoje que as pessoas se interessam por assuntos eróticos e isso é bastante saudável e natural. Talvez uma das principais mudanças que têm ocorrido, principalmente nas últimas décadas, seja o nível de acesso a esses conteúdos, que aumentou significativamente, aproximando as pessoas da variedade apresentada.

Quando falamos em distúrbios psicológicos, o conceito de pornografia toma outros rumos, levando as pessoa a um patamar de consumo em que ela perde o controle físico e social desta busca, que pode acontecer com ou sem a ajuda de acessórios para masturbação.

De acordo com alguns membros do Conselho Federal de Psicologia (CFP), essa condição trata-se de um vício de caráter comportamental, em que a pessoa consome cada vez mais este tipo de assunto, sem conseguir, por sua própria conta, parar: uma verdadeira compulsão sexual.

Causas do vício em pornografia

Para entender o por quê deste vício, é necessário também entender um pouco sobre o funcionamento do nosso cérebro. Então, funciona assim: qualquer tipo de vício leva o cérebro à liberação de dopamina, que é um hormônio que regula a sensação de prazer, potencializando essa satisfação. Conforme a intensidade do consumo, o vício aumenta.

Dessa forma, aquelas sensações corporais que uma pessoa viciada experimenta também são comuns às que têm como vício a pornografia; e isso se deve também por traços fisiológicos da nossa evolução.

Esses traços consistem no seguinte: as pessoas se sentem sexualmente atraídos pelos seus(suas) parceiros(as) sexuais, mesmo que já tenham se relacionado há pouco tempo, para poder fertilizar uma maior quantidade de indivíduos e ser bem sucedido. O nome deste efeito é Coolidge, e tem como principal prejuízo levar, principalmente, muitos homens a não conseguirem distinguir o virtual do real.

Desta forma, quando a quantidade de dopamina diminui no corpo, a pessoa que possui este vício começa a correr atrás de novas cenas e vídeos, na busca pelo retorno dos níveis deste neurotransmissor.

Consequências do vício pornográfico

O que podemos esperar de todo esse efeito no corpo de uma pessoa, e aqui, ressaltamos que podem ocorrer tanto em homens quanto em mulheres, são consequências sociais, mentais ou físicas, reconhecidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Alguns estudos já indicam aspectos como: prejuízos a nível de interação social, transtorno obsessivo compulsivo, déficit de atenção e hiperatividade, além de perda de memória. Em termos mais físicos, podem ser sentidas dores ou menor sensibilidade nos órgãos genitais, disfunções a nível sexual, além de menor atividade no cérebro.

À título de curiosidade, foram observados também menor quantidade de massa cinzenta no cérebro de alguns homens que utilizam muito tempo do seu dia consumindo esses materiais pornográficos na internet.

Socialmente falando, é bem provável que haja um afastamento entre os parceiros devido ao vício e consequente desinteresse sexual. A pessoa pode até mesmo desenvolver um nível muito alto de ansiedade social, impossibilitando que ela consiga interagir adequadamente em diferentes ambientes como trabalho, faculdade e também com a família.

Diante de todas essas questões, surge aquela dúvida: então como encarar este problema?

Como lidar com o vício?

Em primeiro lugar, fique tranquilo: o vício em pornografia tem tratamento! E essa é uma ótima notícia, principalmente para diminuir o nível de ansiedade das pessoas. Na internet, você encontra até mesmo alguns fóruns que pretendem ajudar a lidar com este problema.

Um dos principais métodos utilizados é o reboot, que consiste em desunir o conceito de prazer com a pornografia, com o auxílio, na maioria das vezes, de tempos de abstinência. Depois disso, é necessário reassociar com as relações sexuais que sejam reais, graças à grande adaptabilidade do cérebro em ser flexível.

A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) utiliza também um outro método que é chamado de detox digital, que busca combater essa compulsão num aspecto mais amplamente negativo da tecnologia e da internet.

Terapia comportamental: os psicólogos podem ajudar

Embora a gente reconheça que possa ser muito difícil a alternativa de lidar com o vício em pornografia, sempre há a possibilidade de iniciar um tratamento através da terapia comportamental com o auxílio de psicólogos, grupos de apoio e também sexólogos.

Seu principal objetivo é encontrar, dentre as inúmeras possibilidades, maneiras de levar ao abandono do vício, utilizando de treinos, reaprendizagem, novos conceitos de prazer, busca por metas de autocontrole, entre outros aspectos.

Mais uma vez, gostaríamos de ressaltar que isso não deve ser encarado como uma doença. Mas, quando começa a atrapalhar aspectos mentais, psicológicos e sociais, chegou a hora de procurar ajuda.

Caso você queira entender um pouco mais sobre as dificuldades e disfunções sexuais que podem ser uma das principais consequências do vício em pornografia, sugerimos o acesso a este post incrível que disponibilizamos em nosso blog.

Conta pra gente o que achou!

0 comentário

Deixe seu comentário

Comentário

Nome

E-mail

Quanto é 3 + 4?

NEWSLETTER

Digite seu e-mail

Não se preocupe, também não gostamos de SPAM :)

PARCEIROS